Pastor Marco : CUMPLICIDADE

sábado, 24 de julho de 2010

CUMPLICIDADE

"Você não viu nada!"

Você que sabe de algo de errado, que está acontecendo ou aconteceu com alguém ou com uma equipe de pessoas da Igreja, e não conta nada para o seu líder ou seu pastor, você está sendo cúmplice do pecado.Você deve denunciar, porque se não, estará sendo cúmplice.Veja o que Deus diz em Levítico 5.1: "Se alguém, tendo-se ajuramentado como testemunha, pecar por não denunciar o que viu, ou o que soube, levará a sua iniqüidade."
Deus deixa bem claro que cumplicidade também é pecado. Denunciar é necessário. Mesmo que a pessoa lhe ameace para não contar, e diga:"você não viu nada", ou ainda, mesmo que ela seja seu(sua) melhor amigo(a), a Bíblia diz que estará pecando naquilo que for cúmplice. Você precisa criar coragem e denunciar.
Denunciar trás bênçãos e edificação para a Igreja. Observe em 1 Coríntios 1.11:
"Pois a respeito de vós, irmãos meus, fui informado pelos da família de Cloé que há contendas entre vós." e 1 Coríntios 5.1: "Geralmente se ouve que há entre vós imoralidade, imoralidade que nem mesmo entre os gentios se vê, a ponto de haver quem vive com a mulher de seu pai."
Se a família de Cloé não denunciasse a seu líder Paulo que havia contendas entre alguns irmãos da Igreja de Corinto, e se algum outro irmão (ou talvez foi a própria família de Cloé também) para informar a Paulo que também havia imoralidades na Igreja, ele (Paulo) não traria essa carta de exortação e edificação para a Igreja de Corinto. Através da denúncia, Paulo viu a necessidade de ensinar a Igreja o caminho correto da vida cristã. Se ninguém denunciasse, o pecado continuaria contaminando a Igreja.Denuciar remove a rebeldia e o pecado. Denunciar remove a rebelião. Denunciar pode salvar a sua vida. Veja o exemplo de Mardoqueu, em Ester 2.21-23:
"Naqueles dias, estando Mardoqueu sentado à porta do rei, dois eunucos do rei, os guardas da porta, Bigtã e Teres, se indignaram e procuravam tirar a vida ao rei Assuero. E veio isto ao conhecimento de Mardoqueu, que revelou à rainha Ester; e Ester o disse ao rei em nome de Mardoqueu. Quando se investigou o negócio e se achou ser verdade, ambos foram enforcados; e isso foi escrito no livro das crônicas perante o rei." Mardoqueu salvou a vida do rei Assuero. Algum tempo depois, o rei Assuero salvou e honrou a Mardoqueu. Veja em Ester 6:
 "Naquela mesma noite fugiu do rei o sono; então ele mandou trazer o livro de registro das crônicas, as quais se leram diante do rei. E achou-se escrito que Mordecai tinha denunciado Bigtã e Teres, dois dos eunucos do rei, guardas da porta, que tinham procurado tirar a vida ao rei Assuero. E o rei perguntou: Que honra, ou dignidade, foi conferida a Mordecai por Isso? Responderam os moços do rei que o serviam: Coisa nenhuma se lhe fez. Então disse o rei: Quem está no pátio? Ora, Hamã acabara de entrar no pátio exterior do palácio real para falar com o rei, a fim de que se enforcasse Mordecai na forca que lhe tinha preparado. E os servos do rei lhe responderam: Eis que Hamã está esperando no pátio. E disse o rei que entrasse. Hamã, pois, entrou. Perguntou-lhe o rei: Que se fará ao homem a quem o rei se agrada honrar? Então Hamã disse consigo mesmo: A quem se agradaria o rei honrar mais do que a mim?"
Hamã então, achando que a honra seria para ele, começou a descrever uma honra valiosa perante o rei, logo em seguida o rei declara para quem iria ser a honra: Ester 6.10: "Então disse o rei a Hamã: Apressa-te, toma os trajes e o cavalo como disseste, e faze assim para com o judeu Mordecai, que está sentado à porta do rei; e não deixes falhar coisa alguma de tudo quanto disseste."A denúncia é necessária. Como Mardoqueu foi fiel ao rei, e denunciou a conspiração, o rei o honrou, e ainda, o salvou sem saber da ira de Hamã contra Mardoqueu.Dag Heward-Mills em seu livro "Lealdade e Deslealdade": "Quando você segura a informação, a impressão que dá é de que você está a favor do que está acontecendo. É o que chamamos de cumplicidade. Se você descobre uma insurreição e prende todos os rebeldes, este é o primeiro passo. A próxima coisa a ser feita é descobrir todos os que sabiam a respeito."É importante lembrar que denunciar é diferente de fofocar. Fofocar é uma atitude caluniadora e destrutiva. Denunciar é uma atitude de não-contentamento com o pecado.Fofoca é dirigida a quem encontrar-se pela frente. Denuncia é dirigida aos seus líderes e pastores. Fofoca são palavras que não têm provas de que são verdadeiras. Denuncia é provada ser verdade. (Ester 2.23) Fofoca não é investigada. Denuncia é investigada para provar a verdade. (Ester 2.23) Toda vez que acontece algo e você fica sabendo, qual é a primeira coisa que você pergunta?
1) "É sério? Não diga? Deixa só eu contar pra 'xxx'"
2) "O (líder ou pastor) já está sabendo?
Toda vez que acontece algo e você fica sabendo, qual é a primeira pessoa que você conta?
1) Melhor amigo(a)
2) Melhor amigo(a) da pessoa que pecou
3) Seu líder / seu pastor
"Ah, mas eu vou ser tachado de dedo-duro, de fofoqueiro..."  - mas a Bíblia diz que quem não denuncia está pecando... Não se torne cúmplice, mas também não saia falando por aí. Conte às pessoas certas: aos seus líderes e pastores. E você que é líder, ao ouvir uma denúncia, proteja e honre seu informante, como o rei Assuero fez.
Viva a Bíblia. Denuncie o pecado. Deus vos abençoe!

Sem comentários:

Enviar um comentário