Pastor Marco : O PECADO DE NÃO ORAR.

domingo, 17 de outubro de 2010

O PECADO DE NÃO ORAR.

Não orar é um pecado horrível. Faz parte do desprezo da alma perdida pela pessoa de Cristo. É o mesmo que a apostasia num filho de Deus. Não orar é mais uma forma de exprimir a incredulidade. É também a mãe companheira de todo o vil pecado, tanto como o bar é a mãe da embriaguez, e a lascívia a do 
adultério. Não duvido de que não orar é, em si mesmo, pior que o assassinato, o adultério e a blasfêmia. É mais fundamental, pois revela mais claramente o coração. De fato, enquanto o adultério, o assassinato e a blasfêmia podem apanhar desprevenida uma pessoa obcecada pela mente carnal, não orar é o próprio coração dessa mente. O nosso maior pecado é não orar. Todos os fracassos que nos sobrevêm são por não orarmos. A falta de almas salvas no meu ministério é, principalmente, devido à ausência de oração. A escassez de alegria no meu coração é, às vezes, o fruto de não orar. Indecisão, falta de sabedoria e de direcção são causados por não orar. Quantas vezes tenho errado, tenho faltado com os meus deveres, e tem me faltado poder e alegria, tudo isso por causa do pecado de não orar. Analisando tudo isso, podemos afirmar mais uma vez que não orar é um pecado horrível. E este é também o mal das igrejas: falta da verdadeira oração. O mesmo pecado é o mal dos ministros do Senhor. O mal da congregação é ainda este altissonante pecado de não orar. O nosso Deus tem o remédio para o pecado, fracasso e falta de recursos. Basta orarmos o suficiente e de maneira efetiva. É pecado quando oramos e pedimos erradamente para consumir em nossa luxúria aquilo que Deus nos deu. Também é pecado orar sem fé. E é uma grande lástima quando a vida errada no lar, os males não corrigidos, a dureza do coração, a rebeldia, a falta de amor pela Bíblia, ou algum amor secreto, impedem as nossas orações. Porém, o maior pecado é não orar. O nosso maior problema, e talvez o nosso maior pecado, não é que oramos mal, mas, sim, que não oramos.[...] Devemos pedir a Deus de modo directo, como quando uma mulher vai fazer compras, ou como um motorista pede gasolina ou óleo em um posto, ou mesmo como um menino pede um pão. A oração definida, directa, vai certamente conseguir uma resposta de Deus. Mas infelizmente, esse tipo de oração não é experimentado nem conhecido por muito crentes. O não orar traz como resultado toda a falta de fruto, poder e gozo na vida do cristão. Os discípulos rogaram a Jesus: “Senhor, ensina-nos a orar”. Não disseram: “Senhor, ensina-nos como orar”.  Minha oração é para que o povo de Deus abandone o pecado de não orar, e comece já a praticar a oração. Senhor, ensina-nos a orar. Não só em decorrência de como vivemos ,mas por conta de toda realidade em que o mundo esta vivendo, é mais que mister, mas urgente, a nossa missão de intercessão. Abandonemos, pois, o pecado da negligência da oração e nos coloquemos diante de Deus a favor do resgate e restauração do país e das nações. " Longe de mim esteja pecar contra O Senhor; deixando de orar por vocês"( 1Sm 12.23)
Conclusão extraída da obra   (O Pecado de Não Orar.)
Gostaria que você leitor tenha a oportunidade de ler um excelente artigo escrito por um irmão em Cristo a qual sinto que é complemento ou posso dizer parte deste, que sinto o agir da sintonia no mesmo Espírito de Deus, comprove artigo  “O Intercessor”, esta em:
 http://cledio.blogspot.com/2010/10/o-intercessor.html

2 comentários:

  1. Caro Pr Marcos
    Excelente seu artigo sobre o pecado pela falta de oração.
    No meu artigo “O Intercessor”, publicado no meu blog - “Doutrina Cristã” www.cledio.blogspot.com. Escrevo sobre a intercessão em oração. Em certo momento digo:
    “Você pode está se perguntando assim com os discípulos perguntaram a Jesus (Mc 9.28-29), quando suas orações não foram atendidas: O porquê das orações de um intercessor ser mais eficaz em resposta, do que as demais. É que existe a "Oração insuficiente!" Aquela em que o autor ora, mas não vivi em oração. Ele tem seqüentes atitudes mentais sem oração, e, pode acontecer de ser apanhada em momento sem atitude de oração. Assim, quando a faz, não é atendida por ser insuficiente. Enquanto que, o intercessor, vivendo em espírito de oração, está sempre “pronto”, quando requerido sua mediação. Ele gasta noites e noites em oração, louvor e adoração, suplicando o amor de Deus pelo seu povo. Assim sendo, ele ouve um pedido, manifesta o desejo de misericórdia de Deus e a petição, é atendida. O intercessor está entre Deus e os homens, pelo nome de Jesus.”
    “A prática da intercessão tem o poder de mudar completamente as circunstâncias mais difíceis da vida e até mesmo os acontecimentos mundiais. (Rees Howells)”

    Visite meu blog posteriormente – estarei seguindo o seu.
    Grande abraço
    A paz de Cristo.
    Luiz cledio

    ResponderEliminar
  2. Paz do Senhor amado Pastor! Desculpa pela pergunta... O Pastor acha lícito e conveniente as mulheres usarem calças e outras roupas justas??

    ResponderEliminar