Pastor Marco : Lo-Debar - `Sem pasto

sábado, 2 de novembro de 2013

Lo-Debar - `Sem pasto

LO DEBAR - Uma cidade em Manassés, em Gileade, ao leste do Jordão 
Jonatas tinha um filho, Mefibosete “Destruidor da vergonha”, filho este que era cuidado com todo o zelo da época, pelas babás do reino de seu avô Saul, amas de leite e outras. Pode-se até, ver pelos olhos da fé, usando a fertilidade da imaginação que deveria o neto do rei Saul, Mefibosete, passear pelos espaços reais apropriados para este fim nos átrios do palácio real, ora, não poderia ser diferente, neto de Rei Saul, rei poderoso que tinha todo respaldo humano da época e filho do Príncipe Jonatas, ah! Era herdeiro direto e por direito do trono que Davi ocupava naquele momento, o último da dinastia do velho avô, uma pessoa assim, nunca conheceu a amargura, a tristeza, as dificuldades e vicissitudes da vida. 

Porém note a armadilha que a vida preparou para Mefibosete privando-o do uso de seus bens.

Quando da idade de cinco anos em uma perseguição que o reino de seu avô sofreu, foi jogado no chão violentamente, bruscamente por sua babá, sua ama, que queria fugir da morte, pois, se cumpriam as profecias que o reino de desfaria em função dos pecados cometidos pelo rei e pelo povo, e quando ela se viu perseguida dentro do reino onde vivia e trabalhava, apavorou-se e jogou o menino no chão para poder safar-se melhor e mais rápido, da perseguição feita por povos bárbaros que queriam destruir a qualquer custo o reino de Saul. Mefibosete caiu e lá ficou a mercê da própria sorte.

Mefibosete na queda quebrou os dois pés assim relata a Palavra do Senhor, (II Sm 9:3). Naquela época, todos os homens que possuíssem qualquer deficiência física, não poderiam estar junto à sociedade, existia uma mui grande acepção de pessoas em função da deficiência física.

Aquele menino que um dia seria o rei de Israel agora está com suas pernas aleijada, quanta tristeza para uma criança tão jovem. Mefibosete então é levado para Lo-Debar. Lo-Debar significa: Lo “não” Debar “sem palavras, silêncio”, outro significado para Lo-Debar “sem pasto”. Lo-Debar é lugar seco nada se planta, nada se colhe, lugar de solidão, lugar de tristeza, terra de esquecimento, aquele menino que um dia seria o rei de Israel. Agora está em Lo-Debar, sem poder falar, em silêncio, Mefibosete está no esquecimento, largado, esquecido. 

E Davi continua o seu reinado, prosperando Deus abençoando e tempos depois Davi se lembra da aliança que ele tinha feito com Jonatas, e manda chamar Ziba servo de Saul e pergunta, há alguém da casa de Saul e Jonatas para que eu abençoe então Ziba diz: Davi não resta ninguém a não ser um aleijado um coitado. Davi então diz traga ele aqui, e Ziba fala a Davi deixa ele lá é um coitado o que ele pode fazer por ti. Davi então manda trazer Mefibosete, e Mefibosete se apresenta ao rei Davi, com sua estima baixa, se chamando de cão morto, Davi então diz: Mefibosete o tempo do silêncio na tua vida acabou, o tempo de solidão acabou. O tempo de tristeza acabou. Você vai comer na minha mesa, o que eu comer você vai comer também, e ziba passa e não entende como pode uma pessoa aleijada desprezada comendo na mesa do rei, é assim que Deus faz, Deus pega o homem rejeitado pela sociedade todo defeituoso, e diz deixa comigo e vou arrumar, vou concertar e pega e faz dele uma nova criatura, Davi então ver Mefibosete todo alegre, e diz Mefibosete se você está alegre em esta comendo comigo, coisas maiores eu tenho para ti, tudo que era de seu avô e de seu pai, eu vou te restituir todas as terras será sua, e tenho mais você é quem vai comandar os meus servos, Mefibosete sai do esquecimento, para uma vida nova.

Não foi diferente com as nossas vidas, tínhamos os pés quebrados e morávamos em Lo-Debar, e Ziba (o inimigo de nossas almas), não queria a qualquer custo que saíssemos de Lo-Debar para gozar uma vida abundante e vida de paz e próspera na presença do nosso Rei nosso DEUS, pai de nosso Senhor e Salvador, JESUS CRISTO. E o que fez DEUS, chamou o seu filho, príncipe dos céus e disse: Vá depressa, tome resgate por meio de sangue vertido no calvário no monte Caveira (Golgota) os meus filhos (benfeitorias de suas mãos) que estão em Lo-Debar, terra sequíssima.

E vindo o nosso Senhor JESUS CRISTO, fez-se homem, habitou entre nós (Jo 1:14), cresceu entre nós, colocou-se a disposição do calvário por nós, pagou com sangue os nossos pecados no madeiro de horror, foi pregado, transpassado e morreu, más ao terceiro dia ressuscitou dos mortos, e ascendeu aos céus, e foi-nos preparar lugar nas mansões celestiais, para que onde Ele estiver, estejamos nós também.
Deus abençoe.

1 comentário:

  1. Ao passar pela net encontrei seu blog, estive a ver e ler alguma postagens
    é um bom blog, daqueles que gostamos de visitar, e ficar mais um pouco.
    Eu também tenho um blog, Peregrino E servo, se desejar fazer uma visita.Ficarei radiante,mas se desejar seguir, saiba que sempre retribuo seguido também o seu blog. Deixo os meus cumprimentos e saudações.
    Sou António Batalha.

    ResponderEliminar