Pastor Marco : NÃO NOS DEIXE CAIR EM TENTAÇÃO, MAS LIVRAI-NOS DO MAL

terça-feira, 24 de março de 2015

NÃO NOS DEIXE CAIR EM TENTAÇÃO, MAS LIVRAI-NOS DO MAL

Mateus 6:12-13
12 e perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós temos perdoado aos nossos devedores;
13 e não nos deixes cair em tentação, mas livrai-nos do mal [pois teu é o reino, o poder e a glória para sempre, Amém].

            Dando seguimento ao postado o pão nosso de cada dia dá nos hoje, que é um pedido a Deus o que verdadeiramente é essencial para nossa vida física quotidiana, sendo também a esperança, através da palavra “pão” uma antecipação da graça da vida espiritual além do corpo, a eternidade na salvação.
            Quando passamos a refletir na oração aos versículos do cap. 6:12-13, que  relatam aspectos espirituais fortes  e orientados numa participação plena no Reino de Deus e onde a presença do mesmo que perdoa é muito presente. Enfrentamos o Deus que perdoa nossas transgressões.
            As transgressões com suas tentações deverão ser  a preocupação do crente em entender a oração ensinada, que Jesus expressa:  não nos deixes cair em tentação, mas livrai-nos do mal.
            O que quis dizer Jesus quando fala em tentações? Ele aponta que não devemos  ver as coisas como algo abstrato,  uma tentação é uma idéia negativa, como ganhar dinheiro fácil, ludibriar o próximo em proveito próprio, viver de aparência, a exploração das pessoas ao redor, a criação sendo deixada em segundo plano. Sim irmãos a tentação é algo que deixa que a negatividade tampe a razão, deixamos de ver e ouvir os chamados de Deus, por isto perdemos através das tentações  a identidade de cristãos e principalmente o sentido da Fé.
            Analisando friamente existem tentações mais fáceis de resistir, pois temos o conhecimento do certo e do errado ( livre arbítrio), mas existem tentações difíceis que realmente trazem um nó físico e espiritual, mas se tivermos  um firme propósito em servir o Senhor elas são ultrapassadas sem medo, pois a sua presença nos fortalecerá contra o inimigo.
            Sobre esse assunto o apóstolo Tiago escreve: (1:12-15)
            12 Bem-aventurado  o homem que suporta, com perseverança, a aprovação; porque, depois de ter sido aprovado, receberá à coroa da vida, a qual o Senhor prometeu aos que o amam.
            13 Ninguém, ao ser tentado, diga: Sou tentado por Deus; porque Deus não pode ser tentado pelo mal e ele mesmo a ninguém tenta.
            14 Ao contrário, cada um é tentado pela sua própria cobiça, quando esta o atrai e seduz.
            15 Então, a cobiça, depois de haver concebido, dá a luz o pecado; e o pecado uma vez consumado, gera a morte.
            Nestes versículos observamos o lado abstrato (cobiça), nasce o pecado que leva  a morte espiritual. Mas o homem também é coberto pela graça quando permanece na Fé em Deus, naquele que é seu salvador, a quem ama.
            A tentação independe do tamanho, leva  o homem  a perda da salvação, pois a grande tentação ou pequena (o diabo opera), faz com que o coração do homem se afaste da esperança do Reino de Deus, a morte espiritual se apresenta.
            Vejamos como exemplo abstrato o ganho do dinheiro fácil, onde o homem passa a ser o centro do mundo e Deus é colocado em segundo plano, é a morte, não há salvação, por isto afirmo que temos que ter  o cuidado há  qualquer tipo de tentação, tudo aquilo que fere a dignidade,  que destrói o amor ao próximo.
            Não nos deixes cair em tentação, mas livrai-nos do mal, não é uma oração dos que pedem socorro porque não querem reconhecer uma luta, ou mesmo não aceitam o sofrimento, é um grito de crentes, ao Senhor para que seja gerado o poder de afastar o inimigo de caminho.
            As tentações fazem parte da morte espiritual, é a obra do diabo, onde o mal é plantado de uma maneira que se não estivermos com total policiamento podemos nos envolver, pois são as coisas abstratas que nos levam aos maiores pecados, sendo o maior deles a descrença, passar a duvidar da existência de Deus, é a ruína total da Fé.
            Nós, os crentes estamos clamando pelo Pai, para nos salvar de tais riscos, porque enquanto uma lesão ou doença pode fazer-nos sofrer, as vezes até morrer, fisicamente, a tentação nos leva para longe de Deus, leva-nos a perda da salvação, a perda da terra que o Senhor tem preparado.
            É por isto que dizemos “livrai-nos do mal”,  que significa que tudo que é mal, como todo homem mal, ou até mesmo o diabo, nos pedimos para nos livrar. Com palavras pedimos para não nos expor em tentações, mais livrai-nos do mal, e esta deve ser a nossa constante oração, confiantes de que o Senhor Deus como salvador, nunca nos abandonará.
            Amém.


Sem comentários:

Enviar um comentário