Pastor Marco : A bênção de Deus não é uma magia.

quinta-feira, 2 de julho de 2015

A bênção de Deus não é uma magia.

O Deus da nossa fé, proclamado por Jesus Cristo, é o Deus da aliança e da promessa. Ele garantiu encher de bênçãos todos aqueles que o amam. “Bendito o homem que confia no Senhor”, diz o profeta. “Vinde, benditos do meu Pai”, disse-nos depois Jesus.

Mas como podemos entender esta promessa de bênção que se repete com tanta frequência na Bíblia?

Muitas vezes, confundimos a bênção de Deus com o simples sucesso ou a falta de dificuldades. O maior questionamento que fazemos é por que temos problemas, se amamos o Senhor, se lutamos por viver em seus caminhos e oramos insistentemente dia e noite.

Existe um movimento religioso que nos fez acreditar que nada de ruim pode acontecer na vida de quem ama Deus e cumpre a sua vontade. Abusa-se da Palavra de Deus e se utilizam frases como “O sangue de Cristo tem poder” para pensar que, de maneira mágica, tal frase protegerá a pessoa contra tudo aquilo que costuma acontecer ao ser humano.

Mal utilizada, a Sagrada Escritura pode ser profundamente manipuladora e fazer-nos acreditar em coisas que ela supostamente quer nos dizer, como buscar proteção com o livro sagrado aberto no Salmo 91 na sala de casa.

Bênção e êxito não estão emparentados. Si tivéssemos de identificar os dois termos, então deveríamos concluir que Jesus não foi abençoado por Deus, já que sua obra foi um aparente fracasso aos olhos do mundo. E os que amam Deus também ficam doentes, têm dificuldades e morrem, mas não podemos afirmar que, por isso, não são abençoados pelo Senhor.

A bênção é entendida mais como o acompanhamento que Deus oferece, para que, em meio às tempestades, o barco da nossa vida chegue a porto seguro. É a certeza de que, ainda que o caminho possa ser tortuoso e cheio de obstáculos, ainda assim, aquele que ama a Deus e cumpre seus mandamentos, quando empreender algo, terá um bom final (cf. Salmo 1).

Deus não promete que o processo estará livre de dificuldades e dor, mas que o resultado final fará que sua glória se manifeste e sirva para o benefício da pessoa.

Não podemos pensar que o amor a Deus é um amuleto que nos protege contra tudo. O próprio espírito do mal quis enganar Jesus com a Sagrada Escritura quando citou o Salmo 91, segundo o qual Deus "ordenou aos seus anjos que guardem seus caminhos", e convidando-o a jogar-se do alto do templo. Deus abençoa os que o amam, guarda seus passos, mas não evita que haja dificuldades na vida.

Bênção de Deus não é ganhar na loteria, nem estar livre das batalhas. Bênção de Deus é saber com certeza que, haja o que houver, Ele sempre estará conosco para fortalecer-nos, não nos abandonará, não deixará que nossa vida naufrague na tempestade.

Bênção de Deus é descobrir que Cristo viaja conosco na mesma embarcação e, ainda que possa parecer que dorme, Ele vela pelo nosso bem-estar e nos motiva para que não caiamos na tentação de jogar-nos na água cada vez que sentimos que nossa existência se agita.

Bênção é a segurança de que Deus não sairá correndo, deixando-nos sozinhos quando nos encontramos em perigo.

 Talvez a bênção não desvie uma bala de nós, mas será capaz de fazer-nos compreender que, em meio à dor, aquele que atirou merece nosso amor e nosso perdão. A bênção talvez não prolongue a vida, mas nos ensinará a vivê-la melhor.

Enfim, a bênção de Deus não é uma magia que evita as coisas, mas amor que nos capacita para ser melhores filhos do Senhor e irmãos entre nós.

 Deus abençoe ! 

Sem comentários:

Enviar um comentário